Tu

progredias de redução em redução até à evidência mais insuportável e eu sofria

publicado por Isabel Afonso às 00:34 | link do post | participe