Se queres contar...então conta...

Se queres contar então...conta, serei ouvidos para a tua história e tu o peito de que preciso para me afundar, fixa-te então, foca-te por favor, porque estou quase a ir-me embora, das tua penas tenho uma ideia, das tuas mazelas, das tuas dores, se queres contar, então por favor puxa de uma cadeira e conta, se são ferros de titânio que te atravessam o corpo, tenho a mente  cheia de espaço, conta, porque o amor constrói-se com palavras.

 

"....toda a paciente aprendizagem, para dizer como te amava, e apenas soube escrever como te perdia." " ao dizer como se perde retomamos a linguagem do amor"

publicado por Isabel Afonso às 22:00 | link do post | participe