Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Delicatessen

espaço destinado a pequenos prazeres

Delicatessen

espaço destinado a pequenos prazeres

Baratas metafóricas

Julho 27, 2012

Isabel Afonso

"Para as nossas maiores loucuras existe uma justificação concreta, Clarice enquanto criança viveu um amor não correspondido por um professor de hebraico de olhos pestanudos e doces parecidos com duas baratas..."

Mais tarde, passou a comê-las...

Convocatória

Julho 27, 2012

Isabel Afonso

Convocam-se os deuses

os do Olimpo

e os de fora

um céu estrelado

a ursa maior

e a menor

Convoca-se

o corpo

as  pernas

os músculos e as artérias

as mãos e os pulsos

Convocam-se os olhos

os ouvidos e a pele

Convoca-se o estômago

e os braços

Convoca-se os rins

o fígado

sobretudo o fígado

para os assuntos delicados

Convocam-se os amigos

e os inimigos também

Convoca-se o coração

para a sua função essencial

a de bombear o sangue pelas artérias

convocam-se para que me alinhe

me arrume

me ajuste e me ponha de pé

 

 

 

 

Copa B

Julho 24, 2012

Isabel Afonso

Ontem caiu da corda o meu soutien, a romãzeira que fica por baixo da minha janela não o quis acolher, por excesso de peso provocado pelas romãs ainda fechadas à espera do Outono para estalarem em brechas.

Hoje toquei à campainha da vizinha, antes de dizer ao que ia ela adiantou-se:

_  O seu soutien estava caído no meu quintal, sabe é igual aos que uso.

_ Aqueles que se usam agora parecem armaduras cheios de arames.

_ Os meus também gosto deles assim, bem o seu tem aqui uns suportes de lado, os meus são completamente lisos, ajustou a blusa aos seios e pude aperceber-me que não os tinha.

- Sabe, antes do Cancro que mos levou...

 

 

Código secreto H2O

Julho 22, 2012

Isabel Afonso

 

Certo dia o Tobias estava deitado na  relva a ler a história do Hipopótamo Orelhinhas, quando estava a ler a página «2», o «H» de hipopótamo  o «O» 
de orelhinhas e o «2» da página dois desapareceram .

Quando ele olhou  para o céu viu-os a dançar no arco-íris .

O «H» saltava do amarelo para o cor-de-rosa como um trapezista, o «O» rebolava no lilás desequilibrando o arco; o «2» escorregava no verde, a confusão era caótica.

De repente o «H» de hidrogénio tropeçou no «2» e juntou-se  ao «O»  de  oxigénio, juntos   passaram a ser H2O. O arco-íris não aguentou o  peso e
projectou-os no ar .Perto do fenómeno estava uma nuvem solitária que acolheu sem hesitar a família H2O.

 H2O preencheu os buraquinhos da nuvem, passava por ali uma aragem fria e tudo se condensou,  em linguagem comum quer dizer que a nuvem passou do estado  gasoso ao estado líquido e também quer dizer que começou a  chover.

A confusão era caótica,  as gotas de  água eram  lançadas para a terra, a família  H2O ficou presa nos ramos de uma amoreira.

O menino regressou ao mesmo lugar , abriu o livro e para que tudo voltasse a ser como antes, H2O desprendeu-se dos ramos e foi para dentro do livro.

 

Isabel Afonso

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D