Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Delicatessen

espaço destinado a pequenos prazeres

Delicatessen

espaço destinado a pequenos prazeres

Se queres contar...então conta...

Janeiro 28, 2013

Isabel Afonso

Se queres contar então...conta, serei ouvidos para a tua história e tu o peito de que preciso para me afundar, fixa-te então, foca-te por favor, porque estou quase a ir-me embora, das tua penas tenho uma ideia, das tuas mazelas, das tuas dores, se queres contar, então por favor puxa de uma cadeira e conta, se são ferros de titânio que te atravessam o corpo, tenho a mente  cheia de espaço, conta, porque o amor constrói-se com palavras.

 

"....toda a paciente aprendizagem, para dizer como te amava, e apenas soube escrever como te perdia." " ao dizer como se perde retomamos a linguagem do amor"

De profundis valse lente

Janeiro 25, 2013

Isabel Afonso

A memória de uma desmemória que não precisa de nada, bastam os dois primeiros parágrafos, o resto não se explica...sempre que arrumo a estante onde guardo este livro, ainda me comovo, não é um livro é uma parte de mim, quase que arriscaria de..nós.

Paz

Janeiro 23, 2013

Isabel Afonso

A paz estabelecera-se, a paisagem dos seus afectos estava agora em equilíbrio, foi na margem do rio que festejou, há muito que não balançava o corpo entre as ondas, era da sensação de fusão com o cosmos que precisava, ele privara-a do seu inferno, só lhe podia agradecer, porque o dela ardia em chamas entre as águas e isso bastava-lhe.

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D