Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Delicatessen

espaço destinado a pequenos prazeres

Delicatessen

espaço destinado a pequenos prazeres

Agatanhar o vazio

Abril 28, 2013

Isabel Afonso

Agarre o assunto com pinças, uma vez instalada essa sensação poderá não haver retorno, todo o cuidado é pouco, calma, calce os seus melhores sapatos, sem pressa e instale-se bem, o corpo, tudo começa e acaba no corpo, se o desprezar ele virar-se-á contra si, não é isso que quer, pois não?

 

"Ao anoitecer, Ólenka sentava-se nos degraus da entrada e chegavam até ela as músicas do Tivoli e o rebentar dos foguetes, mas nada disso lhe despertava já quaisquer pensamentos. Olhava com indiferença para o seu quintal vazio, não pensava em nada, não lhe apetecia nada, e depois, quando caía a noite, ia para a cama e sonhava com o seu quintal vazio."
Tchékhov, Meu anjinho (trad. Nina e Filipe Guerra)

 

Administração Escolar ...o quê?

Abril 27, 2013

Isabel Afonso

No dia em que resolvi tirar um mestrado em Administração Escolar devia ter acontecido alguma coisa que me impedisse de o fazer, não há sector mais ingovernável do que a Educação no sistema público, uma norma deixa de ser válida mesmo antes de ser implementada, chega a ser Kafquiano, a coisa não acontece, o agrimensor nunca mais chega à aldeia, o castelo desmorona-se...

Na mouche

Abril 25, 2013

Isabel Afonso

"Gatice. Não se atreva a ser honesto, sofrido e bem. Há sempre uma gaja a agatanhar o vazio. com muita elegância."

Maria Leonor Marques

Os amantes passageiros

Abril 21, 2013

Isabel Afonso

 

Almodóvar de regresso à comédia e a alguns dos seus  actores fetiche, comanda as emoções de alguns passageiros de um avião, ameaçado por uma falha técnica que põe em risco as suas vidas, eles próprios a conviverem com as "personas" que ao logo de suas vidas foram construindo para viver e sobreviver ou mesmo para parecerem vivos.

Num ambiente intimista e cheio de humor, são obrigados a relacionarem-se, Almodóvar parece ter percebido que "menos é mais"; menos Corte Inglês e mais contenção, maximizam o impacto dos pormenores cinematográficos do mestre, um altar portátil usado por um dos assistentes de bordo, a excessiva maquilhagem de uma noiva que passa a viagem a dormir, para não falar das vidas duplas dos personagens, muito gay numa companhia aérea "Península" uma jangada de pedra voadora com destino marcado para a América.

 

Amo

Abril 19, 2013

Isabel Afonso

 

"Diz-me: como se morre da chegada, Ou o que a mim me há-de suceder, pelos bares de maricas,  casas de putas Ou outros sítios de por aí, por entre caras que o álcool trouxe a um balcão e a inteligência iluminada pelo esquecimento parece ternura. Visto e intermédio,  sem esperança de ser amado, não sabendo sequer como é ser amado, mas repetindo para cada desejo menor: amo-te. Diz-me: deste medo, des...ta tremura que me sobressaltam o corpo E o expõem ao teu olhar como terra indiferente,   e volto-me para um espaço e esforço onde ressoa a tua voz, um medo e um mundo onde tropeço a falta de uma pessoa: mordo os lábios...."
José Neto

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D