Sexta-feira, 21.03.14

amor

Amo-te

Depois da paixão

ainda te amo

ficou para sempre

Instalou-se

tornou-se incontornável

é amor

egoísta

anarca

é amor

é o peso que me liberta

da insustentável

leveza que me desagregava as partículas

é razão

é caminho

é edifício

estrutura

mal tu sabes como

floresce esta flor

no asfalto

amarela

frágil

improvável

desajustada

inapropriada

mas viva

publicado por Isabel Afonso às 01:15 | link do post | participe
Quarta-feira, 12.03.14

Constatação

Gostava que viesses explicar tudo, que te saíssem as palavras certas, que tudo ficasse arrumado em categorias e subcategorias, em conclusões e pontos finais, arquivava-se o processo.

Fazias esse favor, a ti e a mim, claro mais a mim, porque tu sabes mais do que eu, sabes tanto, podes converter tudo numa fórmula matemática e saíres  porta fora.

Caso te queiras entreter com alguma coisa bonita, lembro-te que florescem os agapantos e a Primavera aproxima-se, não posso dizer que ainda te amo, posso dizer que a propósito de coisa nenhuma vens-me à memória e às vezes isso é bom e outras  nem por isso.

 

publicado por Isabel Afonso às 23:48 | link do post | participe

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Março 2014

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

últ. comentários

  • Gostei do livro.http://numadeletra.com/a-casa-dos-...
  • nada tem a ver contigo...mas comigo ;)
  • Acabo de observar que o teu blog ficou privado. Se...
  • não se pode baixar as guardas ;)
  • Não há problema, eu não levo a mal . E carrascos s...
  • menos mal...é porque não há ninguém à altura (não ...
  • E como o podemos fazer? Se tantas vezes somos nós...
  • Notei a ausência,É sempre bom vir por aqui ...Saú...
  • é o que sei fazer...para o bem e para o mal...cois...
  • Tens a noção de como estão brilhantes estas palavr...

Posts mais comentados

arquivos

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO